VALOR EXORBITANTE: Prefeita de Itapororoca é acusada de superfaturamento após pagar quase o dobro a cantor que recebeu R$ 100 mil em outras cidades da Paraíba

 A prefeita do município de Itapororoca, Elissandra Brito (União Brasil), está sendo acusada de superfaturamento, após ter pago R$ 180 mil pelo show do cantor Felipe Amorim; o valor é quase o dobro pago por outras cidades da Paraíba. Malta, Nova Olinda, Piancó, Tavares e Patos pagaram entre R$ 90 mil e R$ 100 mil pelo show do artista.

A prefeitura pagou o valor exagerado, mesmo após a polêmica envolvendo o pagamento de cachês exorbitantes para cantores sertanejos por parte de prefeituras pelo Brasil, isso não inibiu as práticas suspeitas que levantam dúvidas sobre, no mínimo, falta de zelo com o dinheiro público.

É importante falar que em Patos, que tem um dos maiores festejos de São João do Brasil, o show de Felipe Amorim foi na véspera de São João (dia 23), enquanto em Itapororoca o cantor se apresentou no dia 22 de junho. Portanto, o argumento de que o artista teria cobrado um cachê mais elevado por conta da excepcionalidade do dia não pode se sustentar.

VEJA OS DOCUMENTOS:

CONTRATO-MALTA

CONTRATO-NOVA-OLINDA

CONTRATO-PIANCO

CONTRATO-TAVARES

CONTRATO-ITAPOROROCA-1

Postar um comentário

0 Comentários