Corpo de criança paraibana some durante translado entre São Paulo e João Pessoa

  Um fato, no mínimo inusitado, aconteceu nesta quarta-feira (27) no Aeroporto Castro Pinto, região metropolitana de João Pessoa. Segundo informações, o corpo de uma criança de 10 meses, que estava em tratamento na Capital paulista e veio a óbito, desapareceu durante o translado até a Paraíba.

De acordo com pai, que mora na cidade de Princesa Isabel, no Alto Sertão da Paraíba, a previsão de chegada do corpo no Aeroporto Castro Pinto era de 11h20, porém, até o fechamento desta matéria às 16h20, o corpo não apareceu no local.

Às 16h31, o pai da criança, César Rodrigues, entrou em contato com a reportagem do Sistema Arapuan e afirmou que foi avisado pela Companhia Aérea de que o corpo não foi embarcado de São Paulo para a Paraíba.

Em nota, a Latam Airlines informou que houve uma falha ocorrida no processo de desembarque do voo, que retornou para a origem em uma urna funerária. A companhia considerou o ocorrido como ato “inadmissível”.

A companhia aérea informou ainda que já providenciou o novo embarque aéreo e terrestre para que o corpo seja concluída diretamente no município de Princesa Isabel nas próximas horas.

Sobre a morte da bebê de 10 meses

Elise Maria Rodrigues de Lima morreu vítima de uma infecção pulmonar após realizar procedimentos cirúrgicos em decorrência de uma doença genética, a síndrome de Apert.

Nas redes sociais foi feito, inclusive, uma campanha com a hashtag #TodosPorElise, para unir recursos que seriam utilizados no tratamento dela na capital paulista.

Portal Paraíba

Postar um comentário

0 Comentários