Programa ‘Remédio em Casa’ beneficia centenas de usuários em João Pessoa

 

O programa ‘Remédio em Casa’, implantado pela Prefeitura de João Pessoa, já beneficia centenas de usuários em apenas uma semana. Neste primeiro momento, estão recebendo os medicamentos uma média de 50 pessoas a cada dia, entre usuários acamados e domiciliados (aqueles com problemas de locomoção que estão impedidos de sair de casa). O programa ‘Remédio em Casa’, uma das principais políticas públicas defendidas pelo prefeito Cícero Lucena, garante a entrega em domicílio de medicamentos para diabetes e hipertensão.

A meta inicial é realizar a distribuição de medicamentos a 1.500 usuários do público acamado e domiciliado. O próximo passo do programa deverá beneficiar as demais pessoas com hipertensão e diabetes, cadastradas nas unidades de saúde da família, chegando a 60 mil pessoas.

De acordo com a gerente de medicamentos e assistência farmacêutica da Secretaria Municipal de Saúde, Gilcélia Menezes, essa política pública vai muito além da distribuição de medicamentos. “A nossa preocupação não é somente entregar o medicamento em casa, mas também que todo o tratamento seja monitorado pela equipe de saúde da família, inclusive, existe um termo de adesão que o paciente ou responsável precisa assinar e, pelo menos a cada três meses, esse paciente deve ser assistido pelas equipes”, revelou Gilcélia.

Como fazer para ter acesso ao serviço – Para ser um beneficiário do programa ‘Remédio em Casa’, o cidadão precisa estar cadastrado na unidade de saúde da família de referência, ser diagnosticado e fazer o acompanhamento pela equipe de saúde da família. De acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde, a entrega será adequada a cada paciente, podendo ser mensal, trimestral ou semestral, dependendo do caso.

Correios – A empresa de Correios e Telégrafos também tem parceria com a Prefeitura de João Pessoa neste programa, otimizando a entrega rápida e segura dos medicamentos nas residências dos pessoenses.

Diário da Paraíba

Postar um comentário

0 Comentários