PL quer Sérgio Queiroz e Marcelo Queiroga na disputa em 2022

  O PL convidou o ministro paraibano Marcelo Queiroga (Saúde) para se filiar ao partido e disputar o governo do Estado, no ano que vem. A sigla será o lar do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nas eleições de 2022 e tem se moldado, nos estados, para se alinhar ideologicamente à pauta do gestor. Outro nome que a sigla sonha em ver filiado é o do pastor Sérgio Queiroz, que recentemente deixou o governo Bolsonaro. O religioso ocupava a Secretaria Especial de Modernização do Estado e abandonou o cargo para investir em uma pós-graduação na Espanha.

A informação sobre os convites foi dada pelo pré-candidato ao Senado pelo partido, Bruno Roberto, durante entrevista à rádio Arapuan. Ele é filho do deputado federal Wellington Roberto (PL), presidente da sigla no Estado e considerado um dos principais aliados do presidente no Congresso. O partido, na Paraíba, integra a oposição ao governador João Azevêdo (Cidadania), porém, até agora, sem posição ferrenha de ataque ao gestor. A tendência, no entanto, é que isso mude por causa do projeto eleitoral do presidente Jair Bolsonaro.

A partir do momento que Bolsonaro se filiar ao PL, o que está previsto para ocorrer no dia 30, haverá uma movimentação de lideranças alinhadas com o capitão reformado do Exército voltada para a filiação na sigla. Um dos nomes que deverão compor a nova legenda é o do deputado estadual Cabo Gilberto, atualmente filiado ao PSL. Ele, no entanto, terá que esperar a janela partidária para mudar de casa.

O nome de Marcelo Queiroga para a disputa do governo do Estado começou a ser ventilado durante a inauguração de uma das etapas do canal da transposição, no mês passado. O ministro fez naquele momento um discurso com pausas e entonações de quem pretende disputar um cargo político. Apesar disso, ele sustenta que não há definição sobre candidatura. Pelo menos não por enquanto.

Blog do Suetoni

Postar um comentário

0 Comentários