Efraim, Aguinaldo e o desafio lançado

 Essa história foi contada durante um almoço em que estive presente junto ao deputado Efraim Filho, seu pai, o ex-senador Efraim Morais e o pré-candidato a deputado federal de Santa Rita, Major Neto.

Com sua pré-candidatura ao Senado na rua há meses, Efraim tem dito aos quatro cantos do estado que não escolhe concorrente e que não tem medo de enfrentar quem quer que seja na corrida à senatória. Tem dito também que é governo e que seu desejo é compor a chapa majoritária do governador João Azevêdo. 

Para tanto, Efraim reconhece que precisa referendar essa postulação ao superar seu concorrente direto pela vaga na chapa de João, o também deputado federal Aguinaldo Ribeiro. 

O deputado de Santa Luzia fez um convite e desafiou Ribeiro, segundo seu próprio relato. Efraim convidou Aguinaldo a se filiar ao União Brasil, partido recém-criado, fruto da fusão entre DEM e PSL.

O trato é simples. Após a janela partidária, uma pesquisa seria feita e quem estivesse na frente seria o candidato ao Senado. O segundo colocado entre os dois sairia candidato à reeleição e declararia seu apoio ao primeiro.

Aguinaldo ainda não teria dado resposta.

De estilo mais visceral, Efraim avança estado afora angariando apoios e capitalizando aliados. Mais pragmático, Aguinaldo mantém seu estilo calado e trabalha onde sempre se saiu melhor: nos bastidores.

O vencedor dessa queda de braço só conheceremos no meio do ano que vem.

“Eu tô pra jogo, não escolho oponente nem tenho medo de enfrentar quem quer que seja. A forma que decidirem aferir os critérios para o candidato do governador ao Senado, eu topo”, afirmou Efraim. 

Postar um comentário

0 Comentários