CCJ mantém Sandro Toscano presidente do segundo biênio na Câmara Municipal de Lucena

 O vereador Júnior Bocão (DEM), que substitui a vereadora Lica por tratamento de saúde, teve nesta quinta-feira, dia 4, sua primeira derrota na Câmara Municipal de Lucena. É que seu requerimento pedindo a anulação da eleição do segundo biênio (2023-2024) para o Poder Legislativo local foi rejeitado por 2 a 1. Com isso, a Comissão de Constituição e Justiça presidida pelo vereador Arnóbio Menezes homologou o nome do vereador Sandro Toscano (DEM), como presidente para comandar os destinos da Casa Legislativa. Arnóbio e Jair das Chagas votaram pela manutenção do biênio, enquanto Chico de Dulce foi contrário.

Logo após a votação da CCJ, o vereador Arnóbio Menezes disse que, em seu relatório, sugeriu ao presidente da Câmara Municipal, vereador KenedyBatista Costa que seja colocada a decisão em votação em sessão ordinária. No entanto, ficará a cargo do presidente levar o assunto ao plenário, porém, não existe essa obrigatoriedade.

O vereador Sandro Toscano, futuro presidente da Câmara Municipal de Lucena, não quis falar sobre a decisão da Comissão de Constituição e Justiça. O vereador Júnior Bocão foi procurado para dá sua opinião em relalção à decisão da CCJ, porém, não atendeu ao telefone, o mesmo ocorrendo com o presidente Kenedy Batista Costa (Keninho).

Por Marcos Lima

Postar um comentário

0 Comentários