“A Paraíba só tem a ganhar com a desoneração da folha”, comenta o autor da proposta, Efraim Filho

 Com a aprovação do projeto de lei de autoria do líder do Democratas, Efraim Filho (DEM/PB), que prorroga a desoneração da folha de pagamento para 17 setores da economia até o final de dezembro de 2023, são crescentes as chances de recuperação econômica do país, visto a importância da medida para o governo, para os empresários, trabalhadores e para o consumidor final. Efraim Filho dialogou com todos os setores envolvidos para garantir a aprovação da proposta que reduz a taxa de impostos e aumenta a oportunidade de novas vagas de empregos.

Como coordenador da bancada do Estado da Paraíba, o deputado sabe a importância da medida para o desenvolvimento social e econômico do seu Estado. “Se estima em 300 mil postos de trabalho que podem ser abertos com a aprovação dessa proposta. São muitos pais e mães de família que ainda estão na fila do desemprego, portanto gerar novas oportunidades deve ser prioridade do país, do parlamento e do governo como um todo”, destacou Efraim Filho durante a votação do projeto.

Matheus Otaviano Costa, proprietário da empresa paraibana Asa Branca Têxtil, relata a necessidade e interesse em aumentar o quadro de funcionários da sua fábrica, mas sente-se privado em executar tal ação pela porcentagem alta de impostos pagos. Deste modo, Matheus reconhece o benefício como algo importante e essencial para investir na contratação de novos servidores e alavancar o crescimento do seu negócio.

Para o empresário Wagner Antônio Alexandre Breckenfeld, presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil de João Pessoa (Sinduscon/JP), o projeto da desoneração é aguardado com expectativas positivas para o setor. Segundo ele, é um ganho extraordinário a alíquota de tributos cair de 20% para 1,5% a 4% – de acordo com o faturamento bruto de cada empresa. Wagner ressalta que há um apelo social grande com o projeto, pois gera novas oportunidades de empregos, assim como assegura os já existentes.
“Não é por acaso que nos últimos 12 meses na Paraíba o setor da construção civil tem gerado de forma positiva novos postos de trabalho. E esperamos que continue assim em 2022”, afirma.

Outros setores que se beneficiam com a redução dos impostos definidos pelo projeto são empresas de comunicação, calçados, call center, empresas de construção e obras de infraestrutura, couro, fabricação de veículos e carroçarias, máquinas e equipamentos, proteína animal, TI (tecnologia da informação), TIC (tecnologia de comunicação), projeto de circuitos integrados, transporte metroferroviário de passageiros, transporte rodoviário coletivo e transporte rodoviário de cargas.

Postar um comentário

0 Comentários