Botafogo-PB estreia na 2ª fase da Série C com derrota para o Ituano-SP em partida que marcou a volta da torcida ao Almeidão

 


Botafogo-PB e Ituano-SP fizeram um jogo pegado, truncado e de poucas oportunidades, na tarde deste sábado (2), no estádio Almeidão, em João Pessoa. A partida marcou a estreia das duas equipes na segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série C. O placar foi de 1 a 0 para equipe paulista, que vem em boa fase, com 10 jogos de invencibilidade na competição.

O único gol da partida foi marcado por Igor Henrique, após a única falha da defesa botafoguense na partida. O time de Itu-SP também contou com a estrela do goleiro
Pegorari, que defendeu várias boas chances promovidas pelo ataque botafoguense.

A partida marcou a volta da torcida do Belo às arquibancadas do Almeidão, após mais de 19 meses de ausência.

PRIMEIRO TEMPO

A etapa inicial da partida ficou marcada pela alternância no controle da partida. O Botafogo-PB tomou a iniciativa da partida e comandou os principais lances nos primeiros 10 minutos de jogo, adiantando as suas linhas e buscando sufocar o Ituano no seu campo de defesa.

No entanto, após a contusão do lateral-direito Sávio, do Belo, aos 8 minutos, a equipe de Itu passou a dominar a posse de bola na partida, no entanto, sem levar grande perigo às metas defendidas pelo goleiro Felipe.

O maior lance de perigo ocorreu aos 18 minutos, e em favor do Ituano-SP. Em uma bola esticada no ataque, João Victor recebeu dentro da área, e cara a cara com o goleiro botafoguense Felipe, encheu o pé. O zagueiro botafoguense Wilian Machado se jogou na frente do lance e travou a jogada.

O maior lance de perigo ocorreu aos 18 minutos, e a favor do Ituano-SP. Em bola esticada no ataque, João Victor recebeu dentro da área, e cara a cara com o goleiro botafoguense Felipe encheu o pé. O zagueiro botafoguense Wilian Machado se jogou na frente do lance e travou a jogada.

SEGUNDA ETAPA

O Botafogo voltou para a segunda etapa com mudança no ataque. Saiu Juba e entrou Luã Lúcio. E a mudança surtiu efeito logo no primeiro lance, quando o atacante arrancou pela direita e cruzou na medida para o meia Clayton, que emendou um chutaço, provocando uma grande defesa do goleiro Pegorari.

A mudança do técnico Gerson Gusmão movimentou o ataque do Botafogo-PB, que no início da segunda etapa apresentava maior intensividade ofensiva.

Mas, aos 12 minutos, foi a boa equipe do Ituano que abriu o placar, com Igor Henrique. Em bola alçada na área, a zaga do Belo falhou e o meia do Ituano recebeu livre dentro da área para marcar. Ele contou ainda com falha do goleiro Felipe antes de estufar as redes do Botafogo-PB.

jogadores do Belo chegaram a reclamar de falta em Felipe, mas a arbitragem validou o gol, após revisar o lance pelo VAR.
A equipe do Botafogo quase empatou aos 24 minutos. Gabriel Araújo foi à linha de fundo e cruzou a bola na pequena área para Clayton raspar de cabeça, na sobra Ederson, que tinha acabado de entrar, furou e a bola foi afastada pela defesa do Ituano.

O Botafogo promoveu uma série de mudanças na equipe para tentar buscar o empate. E a melhor oportunidade surgiu aos 43 minutos, com Marcos Aurélio, que tinha acabado de entrar no lugar de Pablo. O camisa 10 emendou um chute perigoso de fora da área, obrigando o goleiro Pegorari a realizar mais uma grande defesa na partida.

FICHA TÉCNICA:

Botafogo-PB
Felipe, Sávio (Juninho), Daniel Felipe, William Machado, Gabriel Araújo (Tsunami), Tinga, Pablo (Marcos Aurélio), Clayton (Ederson), Cleyton, Welton e Juba (Luã Lúcio).
Técnico: Gerson Gusmão.

Ituano-SP
Pegorari, Pacheco, Mateus Silva, Matheus Mancini, Jiménez, Mário Sérgio, Léo Duarte, Igor Henrique (Cadu Barone), Tiago Marques (Iago Telles), Gérson Magrão e João Victor (Caio Mendes).
Técnico: Carlos Pimentel

GOL: Igor Henrique, aos 12 minutos do 2º tempo
Cartão amarelo: Matheus Silva, Jimenez (Ituano); Welton (Botafogo)

ARBITRAGEM DA PARTIDA
Árbitro: Paulo Henrique de Melo (CBF-MS)
Árbitro assistente 1: Eduardo Gonçalves da Cruz (CBF-MS)
Árbitro assistente 2: Marcos dos Santos Brito (CBF-MS)
Quarto árbitro: Renan Novaes Insabralde (CBF-MS)
Quinto árbitro: Schumacher Marques (CBF-PB)
VAR: Igor Junio Benevenuto (CBF-MG)
VAR (assistente): Ricardo Junio de Souza (CBF-MG)

Wscom

Postar um comentário

0 Comentários