Advogado da família de Patrícia Roberta pede condenação por assassinato e acredita que Jonathan será levado a júri até 15 de dezembro

 

O advogado da família de Patrícia Roberta, Robério Capistrano, aguarda o parecer do Ministério Público da Paraíba para fazer as alegações finais e pedir que Jonathan Henrique seja condenado pelo assassinato da amiga, que veio de Caruaru para João Pessoa para visitá-lo no mês de abril e foi encontrada morta no bairro do Geisel.

Robério Capistrano informou nesta sexta-feira (1º), que, assim que receber o parecer do MPPB, vai encaminhar suas alegações finais.

Logo em seguida, a defesa do acusado deve apresentar suas alegações finais e as conclusões das três partes serão enviadas à juíza Francilucy Rejane de Sousa, a qual decidirá se haverá júri ou se o caso será arquivado. O advogado da família da vítima acredita ser impossível que o caso seja arquivado.

Robério Capistrano estima que haverá júri e que esse deve acontecer até o próximo dia 15 de dezembro.

ClickPB

Postar um comentário

0 Comentários