Vôlei de praia: duplas do Brasil seguem invictas no Sul-Americano sub-21 e garantem vaga no mundial

  A base do vôlei de praia brasileiro segue fazendo bonito em Assunção (PAR). A capital paraguaia é sede do Sul-Americano sub-21 da modalidade e, neste sábado (21), as duplas brasileiras conseguiram mais três resultados positivos. Com as vitórias, além de seguirem invictos na competição, Thainara/Anne Karolayne (RN/SE) e Mateus Dultra/Gabriel Zuliani (CE/PR) também asseguraram vagas para o país no mundial da categoria, previsto para setembro em Roi Et, na Tailândia.

A chave masculina, que conta com oito duplas, teve a disputa da terceira rodada da fase de grupos. Mateus Dultra e Gabriel Zuliani (CE/PR) venceram Mateo/Jurado, do Equador por 2 sets a 1 (21/15, 21/23 e 15/12). Com o resultado eles ficaram em primeiro do grupo B e avançaram direto para a semifinal da competição, que acontece neste domingo (22) com adversário ainda por definir. Após a partida o técnico da dupla, Caio Lopes, analisou o confronto.

“Era o adversário mais difícil da chave, já prevíamos que seria um jogo mais duro. Agora vamos nos preparar para a semifinal, e sabemos que a tendência é enfrentar oponentes cada vez mais fortes. Neste jogo de hoje não conseguimos sacar tão bem quanto queríamos, e isso prejudicou nosso desempenho no segundo set. Mas conseguimos superar as adversidades para sairmos com a vitória, e passar direto para a semifinal, que era o objetivo”, contou Caio.

No torneio feminino as sete duplas participantes jogam em turno único entre si, por isso Thainara e Anne Karolayne (RN/SE) entraram em quadra duas vezes neste sábado. No primeiro compromisso do dia, contra Viviana e Mori, do Chile, as brasileiras levaram a melhor por 2 sets a 0 (21/9 e 21/4). Mais tarde, novo triunfo em dois sets, desta vez contra Vinatea e Veramendi do Peru (21/10 e 21/13). O técnico Marcelo Carvalhaes, o Big, que comanda as duplas femininas da base brasileira celebrou o bom desempenho do dia.

“Nosso primeiro objetivo foi alcançado, que é a classificação para o mundial. Mas claro que também viemos aqui de olho no título, o Brasil sempre chega nas competições com esse intuito. Teremos mais dois jogos amanhã, e as meninas estão crescendo em quadra, o jogo delas está se desenvolvendo cada vez mais. Ainda temos muito trabalho pela frente, mas aqui a gente se ajusta aos poucos e vamos em busca deste título”, disse Big.

Neste domingo os dois últimos jogos de Thainara e Anne Karolayne serão contra duplas paraguaias. Às 10h40 (hora de Brasília), elas enfrentam Romi/Adri. Depois, às 18h10, medem forças com Fio/Maggie.

Desde 2001 já foram realizadas 17 edições do Campeonato Mundial sub-21 de vôlei de praia e o Brasil tem 16 títulos – sete no masculino e nove no feminino. Nas últimas três edições – 2016, 2017 e 2019 – as duplas brasileiras fizeram a dobradinha no lugar mais alto do pódio.

Postar um comentário

0 Comentários