Polícia do RJ é acionada por Polícia Civil da PB sobre investigação contra Antonia Fontenelle

 Foi encaminhada à Polícia do Rio de Janeiro pela Polícia Civil da Paraíba (PCPB) uma carta precatória com uma série de perguntas endereçadas à ex-atriz da TV Globo, Antônia Fontenelle, que é alvo de investigação por suspeita da prática de crimes de racismo e xenofobia contra paraibanos nas redes sociais.

De acordo com o delegado seccional Pedro Ivo, da 1ª Delegacia Seccional de Polícia Civil (DSPC), a vlogueira e youtuber fez declarações em redes sociais que caracterizam manifestações preconceituosas generalizadas, direcionadas a todos os paraibanos.

Após recebimento das respostas às perguntas encaminhadas será decidido se Fontenelle será ou não indiciada pelos supostos crimes.

Relembre o caso

No mês de julho, a apresentadora Antonia Fontenelle fez uma postagem em suas redes sociais para criticar a agressão praticada pelo DJ Ivis, paraibano, contra a esposa.

Na ocasião, vlogueira e youtuber utilizou o termo ‘Paraíba’ de forma pejorativa e, após ser criticada, tentou se explicar e piorou a situação ao usar o termo ‘paraibada’ também de modo pejorativo.

Veja:

As declarações infelizes de Antônia Fontenelle motivaram ao vereador Marcílio do HBE (Patriota) à apresentação, junto à Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), de um requerimento para concessão do título de “Persona non Grata” à youtuber.

A investigação esta sendo conduzida pela Delegacia Especializada de Crimes Homofóbicos, Raciais e de Intolerância Religiosa – DECHRADI, após determinação da 1ª DSPC.

Segundo o delegado Pedro Ivo, há evidências, a priori, do “crime de racismo, tipificado no art. 20 da Lei nº 7716/1989, cuja pena é de reclusão de um a três anos e multa, e a ação penal é pública incondicionada”.

Wscom


Postar um comentário

0 Comentários