“Moradia digna para as famílias assentadas em Pitimbu”, diz Efraim em entrega de título de posse

 Começando a semana com mais uma entrega de títulos no litoral sul da Paraíba. Nesta segunda-feira (2), foram 30 títulos definitivos de posse para 30 famílias do assentamento “1° de Março”, no município de Pitimbu.

Receberam os benefícios famílias de agricultores que não possuem registro em cartório das suas propriedades. O grande objetivo foi promover a regularização fundiária da região e completar mais um ciclo da reforma agrária, emancipando essas famílias e dando a eles essa oportunidade, uma conquista no presente e uma herança para o futuro. O trabalho vem se desenvolvendo em parceria dos municípios com o Incra.

“É com enorme satisfação que tenho a honra de estar aqui e poder participar da entrega simbólica desses títulos de propriedade para incorporar o patrimônio do homem e da mulher da zona rural. Agora eles deixam de ser assentados para serem proprietários rurais, verdadeiros donos. Uma forma de garantia caso queiram um crédito numa agência bancária para avançar na sua propriedade, no desenvolvimento de suas atividades”, comenta Efraim.

Incra

O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) visa reconhecer o direito de posse das famílias que vivem na zona rural, mas que nunca tiveram a chance de registrar suas terras em cartório. Na maioria dos casos, as propriedades representam a única fonte de sobrevivência, por intermédio da agricultura familiar. É uma empresa focada em cuidar das pessoas, em dar a elas oportunidades.

Estavam presentes na solenidade o superintendente regional do Incra na Paraíba, Kleyber Oliveira da Nóbrega, o deputado federal Efraim Filho e estadual, Branco Mendes, o prefeito de Caaporã, Kiko Monteiro, e a vice-prefeita de Caaporã, Isabele Edjanir “Didi”, o Secretário Municipal de Desenvolvimento da Agricultura de Pitimbu, Edvaldo Xavier da Silva, o ex-prefeito de Pitimbu, Leonardo Barbalho, e o presidente da Associação dos Assentamentos de Pitimbu, Elizeu Antônio dos Santos.

Postar um comentário

0 Comentários