João Pessoa celebra 436 anos de histórias com transformações e evolução

  João Pessoa celebra, neste 5 de agosto, 436 anos de muita história, transformação e evolução. Uma bagagem que só a cidade que abriga o ponto mais oriental das américas carrega.

De muitos títulos, a Capital paraibana já foi Filipeia, Frederica e até Parahyba, com “H” e “Y”. Mas nunca perdeu a particularidade de ser a ‘porta do sol’.

Com origem nas margens do Rio Sanhauá, João Pessoa cresceu e se tornou histórica. Ela é a única capital do período colonial que ela começa de costas para o mar e a terceira capital mais antiga do Brasil. Além de já ter recebido o título de segunda cidade mais verde do mundo.

“Por conta do nosso jardim botânico, por conta de nós termos começado nosso processo de ocupação, em vez de ser no litoral com o desmatamento da Floresta Atlântica, nós começamos na beira do rio, de costas para o mar. Só no início dos anos 30 é que nós começamos esse processo de caminhar para o litoral”, explica o professor de História, Cláudio Fernandes.

Secom JP

Postar um comentário

0 Comentários