Secretário anuncia ampliação do público para vacinação com remanejamento de doses contra a Covid-19

  


O secretário Executivo de Gestão da Rede de Unidades de Saúde, Daniel Beltrammi, anunciou a ampliação do público para a vacinação na Paraíba, com o remanejamento de doses armazenadas da AstraZeneca. O médico afirmou que a decisão visa garantir a proteção contra o novo coronavírus e suas variantes a partir do avanço da imunização contra a covid-19 no Estado.

A decisão foi aprovada nesta quinta-feira (15) pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que discute as estratégias das políticas públicas de saúde para a Paraíba​, onde ficou determinada a utilização para a aplicação da primeira dose os imunizantes da farmacêutica AstraZeneca que estão armazenados para a segunda dose. O objetivo é avançar com a vacinação contra a covid-19 no Estado.

A distribuição destas doses remanejadas será iniciada nesta sexta-feira (16) pela Secretária de Estado da Saúde da Paraíba (SES-PB), segundo informações do médico Daniel Beltrammi.

“De acordo com a resolução da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) da Paraíba, a partir de amanhã, sexta-feira, 16 de julho, serão disponibilizadas 280.440 mil doses da vacina AstraZeneca como primeiras doses, sendo 189. 360 mil de forma imediata, acrescidas das 77 mil primeiras doses da vacina AstraZeneca que chegarão também nessa sexta-feira, perfazendo um total a ser distribuído, ainda nessa sexta, de 266.360 mil doses, para rápida ampliação da cobertura vacinal de primeiras doses das vacinas contra a covid-19 em toda a Paraíba.”, declarou Beltrammi à rádio Arapuan FM nesta tarde.

O secretário disse ainda que a resolução tomada pela CIB visa garantir a ampliação do público protegido contra a cepa Delta, variante do coronavírus, que já está em circulação no país, e é comprovadamente mais resistente.

“Essa decisão visa contribuir com a rápida ampliação dos novos níveis de proteção contra o novo coronavírus e suas variantes, incluindo a variante Delta que já circula no Brasil, já garantida pelas primeiras doses das vacinas, como está demonstrada de forma robusta pela ciência em publicações de alta relevância nos meses de junho e julho.”, concluiu o médico.

Secom PB

Postar um comentário

0 Comentários