Prefeito assina convênio de apoio a instituições sociais da Capital

  O prefeito Cícero Lucena e o vice-prefeito Leo Bezerra assinaram, na manhã desta quarta-feira (14), um convênio com oito instituições que prestam serviços na área social em João Pessoa. O ato aconteceu no Centro Administrativo Municipal (CAM) e garante repasses financeiros que possibilitam a continuidade e a excelência do trabalho desenvolvido pelas organizações.

"Estamos reafirmando com estas entidades um compromisso de apoiar ações que possuem uma capilaridade muito grande em toda a cidade. Sou daqueles que acreditam que ninguém faz nada sozinho. É importante que tenhamos parceria entre o poder público e a sociedade organizada para que os benefícios cheguem à ponta, aqueles que mais precisam", afirmou o prefeito.

As entidades conveniadas são o Instituto dos Cegos, a Associação de Pais e Amigos de Excepcionais (Apae-JP), a Escola Viva Olho do Tempo (Evot), a Casa de Cultura Ilê Asê D’Osoguiã, a Casa Pequeno David, a Associação Recreativa Cultural e Artística (Arca), a Beira da Linha e o Centro Integrado de Ações Comunitárias pela Vida (Cicovi).

O secretário municipal dos Direitos Humanos e Cidadania, João Corujinha, afirmou que trata-se de instituições que fazem trabalho com crianças e adolescentes. "Temos um trabalho de fortalecimento de vínculo com este público, mas com o apoio das entidades este serviço é fortalecido em questões como educação, esporte e cultura. Este é um momento histórico de diálogo", declarou.

A Apae João Pessoa dá assistência a uma média de 300 usuários. Com a pandemia, os atendimentos presenciais foram limitados, mas estão voltando aos poucos, seguindo planejamento. Para a presidente da entidade, Luciana Araújo, a ajuda oferecida pela prefeitura por meio do convênio é essencial para manter os trabalhos. “É um canal que nos ajuda a continuar com nossa estrutura física. Vivemos de doações. Por isso, precisamos sempre de uma forma de custeio para manter nossas rotinas”, disse.

A Escola Viva Olho do Tempo (EVOT), também contemplada com o convênio, atende 130 crianças e adolescentes de seis a 16 anos. De acordo com a presidente da entidade, Mestra Doci, é muito importante ter a gestão pública como parceira de uma ação da sociedade civil. “Na hora em que o município chega junto, reconhecendo a seriedade do nosso trabalho, nos complementamos. É um momento em que se irmanam os serviços. Isso é de uma grandiosidade especial, que fortalece todos”, contou.

Ainda participou da reunião o secretário municipal da Gestão Governamental, Diego Tavares.

Secom JP

Postar um comentário

0 Comentários