Políticos e entidades lamentam morte do jornalista e presidente da Funesc, Walter Galvão

  O jornalista paraibano Walter Galvão morreu na madrugada desta quarta-feira (7), em um hospital privado de João Pessoa. Ele estava internado há uma semana para um tratamento de um câncer nas vias biliares.

Sua morte causou comoção no meio da imprensa e político, onde Galvão tinha grande atuação.

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, em nome de todos os parlamentares e servidores da Casa de Epitácio Pessoa, veio a público lamentar a morte do jornalista.

A Câmara Municipal de João Pessoa declarou, também em nota, que o jornalismo e o serviço público tiveram uma grande perda nesta quarta-feira com a morte do presidente da Fundação Espaço Cultural. “Sempre admirado por todos à sua volta, Walter Galvão Peixoto de Vasconcelos Filho teve atuação destacada nos jornais Correio da Paraíba, O Norte e A União” diz trecho.

O governador da Paraíba João Azevêdo também foi um dos que lamentaram o falecimento do jornalista.

“Walter Galvão teve uma longa trajetória na imprensa paraibana, desempenhando vários cargos com ética e competência profissional. Na iniciativa privada, exerceu funções de repórter, redator, roteirista, diagramador, editor e diretor de audiovisual. Nesse momento de perda, o governador João Azevêdo se solidariza com familiares, amigos e colegas do jornalista e expressa condolências” diz nota.

Blog do Ninja

Postar um comentário

0 Comentários