Operação Morabito desmonta duas organizações criminosas, prende 13 pessoas e apreende drogas, dinheiro e veículos de luxo em João Pessoa

  A Operação Morabito, deflagrada nesta segunda-feira (5) pelas polícias Civil e Militar, desbaratou duas organizações criminosas ligadas ao tráfico de drogas em João Pessoa. Treze pessoas foram presas, foram apreendidas armas de fogo, munições, veículos, quase 1 kg de cocaína e ainda R$ 90 mil em espécie. Também foi determinada a apreensão de quatro carros de luxo, de acordo com o delegado Bruno Victor. Ao todo, foram cumpridos 25 mandados de prisão e de busca e apreensão.

Segundo o delegado, os grupos eram formados, em sua maioria, por jovens de 25 a 30 anos, de classe média baixa, mas que mantinham padrões de vida incompatíveis com as funções exercidas por eles. Há a suspeita de que duas empresas dos segmentos de gás de cozinha e gás industrial seriam usadas para lavagem de dinheiro do tráfico. ''A operação ainda deve ter desdobramentos'', afirmou o delegado explicando que essas empresas serão investigadas.

Além dos jovens, algumas mulheres também integravam o grupo. O delegado explicou que a função delas era arrecadar e guardar o dinheiro. A polícia encontrou R$ 85 mil em espécie na casa da mãe de um dos suspeitos.

O delegado explicou ainda que Morabito era um líder da máfia italiana, conhecido como o ''rei da cocaína'' de Milão. Por coincidência, ele foi preso em João Pessoa. Acontece que os suspeitos presos hoje, se diziam reis da cocaína de João Pessoa, por isso a operação ganhou esse nome. ''Hoje a polícia e a justiça mostrou que rei só Jesus. Reinado de bandido não existe'', afirmou Bruno Victor.

ClickPB

Postar um comentário

0 Comentários