CONSPIRAÇÃO EM BAYEUX??: Vice-prefeito se reúne com vereador de oposição, ex-primeiro-ministro de Berg Lima, e faz articulações nos bastidores

 Com seis meses de gestão, o vice-prefeito de Bayeux, Capitão Clecitoni, vem impacientemente calculando cada passo de seu possível rompimento político com a prefeita Luciene Gomes. O município tem um histórico negro onde os companheiros de chapa sempre rompem com o gestor, o que aconteceu nos últimos quatro anos com a trágica administração do ex-prefeito Berg Lima e seu vice Luiz Antônio.

Nos últimos dias, segundo informações de bastidores, tem sido frequente o encontro do capitão com o vereador Jefferson Oliveira, único declaradamente de oposição a prefeita, que chegou a ser considerado primeiro-ministro do governo Berg Lima de tanto prestígio e força política. Um desses encontros teria ocorrido no bairro de Tambay.

O vereador postou em suas redes sociais uma denúncia envolvendo um imóvel que pertence ao governo do estado e estaria cedido à prefeitura de Bayeux localizado na Avenida Liberdade, a principal da cidade dos caranguejos. O parlamentar pediu várias informações sobre a real situação do terreno que teria supostamente sido invadido. No vídeo, o vereador dispara sua artilharia pesada contra a prefeita Luciene Gomes (PDT).

Dias depois da denúncia do vereador, enquanto a gestora se encontrava em Brasília, o vice-prefeito protocolou vários ofícios endereçados a vários secretários do município solicitando informações sobre o terreno e outros requerendo cópias de vários contratos da prefeitura.

Na Câmara de Vereadores e na cúpula das secretarias municipais, a atitude gerou especulações, indignações e revolta por considerar o gesto autoritário e típico de quem quer constranger o governo e fazer oposição. Parlamentares ficaram se entender porque o major Clecitoni se aliou neste caso à oposição se é um dos mais prestigiados no governo com dezenas de indicações políticas, inclusive sua esposa é a titular da Secretaria da Mulher.

Em Bayeux, acontece de tudo. É a busca do poder.

BlitzParaiba

Postar um comentário

0 Comentários