Cinco vereadores de Campina Grande podem ser cassados após investigação de "candidaturas laranjas"

  O ministério Púbico da Paraíba deu continuidade a Ação de Investigação Judicial Eleitoral – AIJE – que apura denúncias de que partidos teriam utilizado candidaturas ‘laranjas’ para preencher cotas de gênero na disputa pela Câmara Municipal de Campina Grande.

No parecer, o Ministério Público opinou pela realização de perícia em áudios anexados ao processo e solicitou que sejam realizadas as audiências de instrução. Se a ação for considerada procedente, os vereadores que estão nos partidos  investigados por candidaturas ‘laranjas’ podem perde o mandato.

As legendas citadas na ação são o Solidariedade, Pros e Democratas. Na Câmara de Campina cinco vereadores estão filiados a estas legendas e podem ser cassados. Os vereadores Waldeny Santana e Cledson Rodrigues (atual secretário de Esportes) estão filiados ao Democratas. Carol Gomes e Rui da Ceasa são do PROS e Saulo Noronha é filiado ao Solidariedade.

No parecer, o Ministério Público aponta que “de acordo com a investigante, as candidaturas de Marta Ambrósio do Nascimento, Virgínia Soares de Oliveira, e Maria de Fátima Dias de Lima pelo DEM; a de Lizandra Cristina Oliveira Leite, pelo Solidariedade; e a de Jéssica Mayara Paz Medeiros, pelo PROS, foram fictícias, uma vez que não obtiveram voto no dia das eleições, não realizaram campanha, além da ausência de despesa com publicidade e pedidos de votos, de forma explícita nas redes sociais, para outros candidatos durante a campanha”. As investigadas negaram quaisquer irregularidades e afirmam que desistiram da disputa por razões pessoais.

Paraíba Radio Blog

Postar um comentário

0 Comentários