Sedurb realiza ação para ordenar comércio na Feira de Oitizeiro

  Vias e calçadas ocupadas de maneira irregular, atrapalhando o trânsito de veículos e a passagem pedestres, além da falta de ordenamento na comercialização de mercadorias. Esses foram alguns problemas que a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) identificou na Feira de Oitizeiro, durante uma operação de fiscalização realizada na manhã deste domingo (13).

Não houve apreensão de mercadorias, porque a ação teve caráter educativo, com diálogo entre os agentes de controle urbano e os comerciantes. Durante a ação, alguns feirantes que ocupavam as ruas Professor Ernesto da Silveira e Ana Neri, no entorno da Feira de Oitizeiro, precisaram ser relocados para espaços mais seguros.
 
Esse tipo de fiscalização já aconteceu no Bairro dos Estados e Bessa, e ainda vai percorrer outros espaços públicos da Capital, como feitas livres e mercados. “A Feira de Oitizeiro, com 49 anos de funcionamento, é um dos locais com maior registro de irregularidades, porque o espaço é pequeno para a quantidade de comerciantes que trabalham nessa área”, observou o diretor de Serviços Urbanos da Sedurb, José Carlos.
 
O diretor disse que a Prefeitura de João Pessoa vem realizando um estudo de ocupação e ordenamento da feira, que prevê ainda a identificação dos comerciantes com ‘QR Code’, além de cadastro das categorias. Essa medida é bem aceita entre os comerciantes, como observou Antônio Carlos, o Carlão.
 
“Trabalho aqui há mais de 10 anos, e essa questão da ocupação sempre foi um problema, porque houve um aumento muito grande de comerciantes e ambulantes. As pessoas precisam trabalhar, mas entendemos que isso precisa acontecer de maneira segura e organizada. Bom que a prefeitura está ouvindo a gente e disposta a encontrar uma solução”, afirmou.
 
Reunião – Para tentar encontrar uma solução para a ocupação na Feira de Oitizeiro, a Sedurb marcou, para a próxima terça-feira (15), no horário da manhã, uma reunião com representantes de algumas categorias de comércio na Central de Comercialização da Agricultura Familiar (Cecaf), no José Américo.

Secom-JP

Postar um comentário

0 Comentários