Presidente interino da CBF demite o secretário-geral Walter Feldman

  A CBF anunciou nesta quinta-feira, 17, a saída de Walter Feldman do cargo de secretário-geral. Eduardo Zebini, diretor de mídia da entidade, acumulará temporariamente as duas funções. Feldman foi demitido pelo coronel Antônio Carlos Nunes, presidente interino da entidade, que está mergulhada em uma crise institucional.

A informação foi divulgada por meio de nota oficial publicada no site da confederação. Na publicação, a CBF agradeceu Feldman pelos “relevantes serviços prestados ao longo dos últimos seis anos”.

Feldman, de 67 anos, assumiu o segundo cargo mais alto da CBF em 2015, nomeado pelo então presidente Marco Polo del Nero, banido do futebol por corrupção. Nas últimas semanas, a possibilidade de sua demissão por Rogério Caboclo, por uma portaria retroativa, cresceu. O ato não se concretizou após o afastamento do mandatário por acusações de assédio sexual e moral por uma funcionária.

Estadão

Postar um comentário

0 Comentários