Marcelo Queiroga diz que contrato com a Covaxin não foi feito por sua gestão

  O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, esteve reunido com o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, nesta sexta-feira (25) durante visita à Paraíba. Em entrevista à imprensa, Queiroga falou sobre a vacinação contra a covid-19 e investimentos na área da Saúde para o Estado.

"Já estive aqui [na Paraíba] conversando com o governador João Azevêdo, e com o secretário Geraldo Medeiros, com o objetivo de atuar em conjunto para criar melhores condições de assistência à saúde para o povo da Paraíba", disse o ministro.

Marcelo Queiroga reforçou ainda que mantém diálogo com o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, e que em médio prazo novos aparelhos de Saúde para a Capital paraibana sejam providenciados.

Vacinação contra a Covid-19

Com a chegada de três milhões de doses de vacinas da Janssen, doadas pelos Estados Unidos, nesta sexta-feira (25) ao Brasil, Queiroga disse que é possível “assegurar que até dezembro a população de 18 anos esteja vacinada contra a acovid-19”. E completou: “Somente a vacinação tem capacidade de pôr fim ao caráter pandêmico da covid-19”

A previsão do ministro Marcelo Queiroga é de que mais de 120 milhões de doses de vacinas sejam entregues pelo Ministério da Saúde até agosto.

Vacinação em massa em Sousa

“Não há uma definição, isso é um pleito da cidade de Sousa, no Estado da Paraíba. Vacinação em massa se deve à pesquisas, e pesquisas precisam ser aprovadas nas instâncias regulatórias. Isso não é um ato de vontade do ministro”, afirmou Queiroga.

CPI da Covid

“Essa questão da CPI é uma questão do parlamento. Meu foco é a gestão da saúde pública brasileira. Meu foco é ampliar a campanha de vacinação, dar suporte aos estados e municípios, atender a população brasileira. Essas questões do parlamento, são do parlamento”, disse o ministro.

“O Ministério da Saúde não adquiriu qualquer dose da vacina Covaxin nem também da Sputnik V”, garantiu Marcelo Queiroga, que ressaltou que o contrato com a fabricante indiana não foi feito pela gestão atual do MS.

Ministério da Saúde e Jair Bolsonaro

Ao ser questionado sobre a resistência do presidente Jair Bolsonaro em seguir as orientações das autoridades de Saúde, o ministro garantiu: “o presidente da república tem nos apoiado fortemente em todas as ações”.

Veja a agenda do ministro:

13h30 - Desembarque previsto
14h15 - Centro Administrativo
15h30 - Vacinação Mangabeira Shopping
16h30 - UPA Bancários
17h30 - Hospital Napoleão Laureano
19h - Encontro com coselheiros do CRM

Portal T5

Postar um comentário

0 Comentários