Itália pede extradição de líder de organização criminosa preso em JP

  De acordo com a Agência italiana de notícias (ANSA), o governo da Itália formalizou o pedido de extradição de Rocco Morabito, chefe de uma organização criminosa italiana, preso em João Pessoa no dia 24 de maio deste ano. A informação, segundo a Agência, foi confirmada nesta quinta-feira (10) pela ministra italiana da Justiça, Marta Cartabia.

Conhecido como "rei da cocaína", Rocco era procurado pela polícia desde 2019, quando fugiu de uma penitenciária no Uruguai, dois anos após ser preso. Segundo o chefe da Interpol, Bruno Samezima, o envolvimento do Rocco com práticas criminosas vem desde a década de 1990. 

Rocco Morabito já foi condenado a 30 anos de prisão na Itália, mas ele já havia fugido do país há mais de duas décadas.

Após ser preso em um hotel em João Pessoa, Rocco foi transferido pela Polícia Federal para um local secreto, que não foi divulgado devido a seu nível de periculosidade.

De acordo com a ANSA, o pedido de extradição também vale para Vincenzo Pasquino, uma das pessoas encontradas com Rocco na Paraíba, que também era foragida na Itália.

Portal T5

Postar um comentário

0 Comentários