Vereadores de Bayeux derrotados nas urnas ganham cargos na prefeitura e na câmara

  Ex-vereadores derrotados nas urnas nas eleições de novembro de 2020 não ficaram desamparados após a saída do parlamento mirim da cidade de Bayeux.


Praticamente todos os ex-ocupantes de uma cadeira na Casa Severaque Dionísio foram acolhidos, seja pela gestão municipal ou até mesmo pela nova mesa diretora da Câmara.

INALDO ANDRADE

Candidato a prefeito em 2020, Inaldo terminou a eleição na quinta posição, obtendo 2.731 votos pelo Republicanos. Segundo o SAGRES ONLINE, ocupa hoje o cargo de assessor financeiro da Câmara de Bayeux, com salário de R$ 3 mil.

ZÉ BAIXINHO

Não sonseguiu lograr êxito na eleição municipal e logo foi convidado pela prefeita Luciene Gomes para ocupar o cargo de adjunto da Infraestrutura, com salário de R$ 5 mil.

RONI ALENCAR

Deixou o PMN para se filiar ao Cidadania e não conseguiu renovar o mandato. Hoje ocupa uma assessoria na Câmara de Bayeux  com salário de R$ 3 mil.

CABO RUBEM

Polícial Militar, recebeu o cargo de adjunto da secretaria de segurança de Bayeux após perder a eleição. Seu salário hoje é R$ 5 mil.

UEDSON ORELHA

Após perder a eleição para a câmara, Orelha recebeu o convite da prefeita Luciene Gomes apra ocupar o cargo de adjunto da secretaria de Indústria, Comércio e Turismo da cidade, recebendo R$ 5 mil de salário.

LICO

O ex-vereador hoje ocupa o cargo de adjunto de cultura, esporte e lazer, com salário de R$ 5 mil

GUEDES

O caso do ex-vereador Guedes é emblemático. De acordo com o SAGRES, ele assumiu em janeiro como secretário adjunto de gestão e controle interno, com salário de R$ 5 mil. No mês seguinte foi exonerado e recontratado como assessor especial da mesma secretaria, mas com um salário de R$ 2 mil.

ADRIANO MARTINS

Vice-prefeito eleito na disputa indireta, Adriano foi preterido pelo Major Clecitoni e acabou tendo que disputar a vaga de vereador. Sem lograr êxito, foi acolhido pela gestão municipal como secretário de planejamento com salário de R$ 10 mil.
 
Primeiras Notícias

Postar um comentário

0 Comentários