‘Foram dias terríveis’, diz contador preso por engano após sair de penitenciária na PB

  Foi solto na tarde deste sábado (29), por volta das 16h30, o contador paraibano Daniel Medeiros, que teve os documentos clonados por bandidos da Bahia e acabou sendo preso no dia 17 de Maio. Ele é de Campina Grande, no Agreste paraibano, e foi levado para o presídio Sílvio Porto, em Mangabeira, em João Pessoa.

Após sair da prisão, Daniel concedeu entrevista à equipe de reportagem da Rede Tambaú de Comunicação (RTC). Ele disse que nunca imaginou o que aconteceu e vai recuperar o tempo perdido. “(...) 13 dias numa situação que eu nunca imaginei que passaria e agora é tentar recuperar esse tempo perdido”, falou. 

O contador também falou que “foram dias terríveis” no período que passou na prisão. “A solidão, medo frustração, incerteza de saber o que estava acontecendo aqui fora, como estava sendo resolvida essa situação (...) Foram dias terríveis”, contou.

Entenda o caso:

Daniel saiu com a mulher e os dois filhos de Campina Grande para passar férias na capital, João Pessoa, mas o passeio foi interrompido por uma confusão que ainda não foi desfeita. Ao ser parado numa blitz durante a viagem ele acabou preso. Os policiais rodoviários federais pediram a documentação de Daniel e viram que existia um mandado de prisão em aberto. O sistema apontava que ele era condenado por assaltos a bancos e que teria fugido de um presídio em Vitória da Conquista, na Bahia.

Mesmo sem ter cometido os crimes, Daniel foi preso e levado para delegacia. O delegado conseguiu a imagem do bandido que está foragido e percebeu que são pessoas diferentes, mas teve que cumprir o mandado. A partir de então a defesa de Daniel entrou com os pedidos da revogação do mandado de prisão.

A defesa do contador participou de uma reunião virtual com a desembargadora Ivone Bessa Ramos, do Tribunal de Justiça da Bahia. Segundo a defesa, ela entendeu a situação e acabou de pedir o habeas corpus.

Neste sábado (29), a defesa recebeu o alvará de soltura e Daniel ganhou a liberdade.

Portal T5

Postar um comentário

0 Comentários