Cícero destaca autonomia de Messinho para disputar vaga de deputado federal em 2022: “Ninguém impede ninguém de fazer nada”

  O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (PP), tem evitado polemizar as articulações políticas e preferido focar nas ações de combate à Covid-19 na Capital, mas, volta e meia é instigado a falar sobre o tema. A bola da vez foi a possibilidade de o vice-prefeito eleito de Cabedelo, Messinho Lucena (Republicanos) – que é filho dele – disputar o cargo de deputado federal nas eleições que se avizinham.

Nos bastidores, boatos davam conta que Cícero Lucena poderia fazer alguma objeção à postulação do filho, no entanto o gestor descartou qualquer tipo de interferência nas decisões políticas futuras do filho e até tratou como natural as discussões envolvendo uma possível postulação nas eleições do ano que vem.

Apesar da resposta, Cícero deixou claro que Messinho tem autonomia para decidir se vai disputar. De acordo com ele, a candidatura primeiro deve ter vontade própria de quem deseja disputar e, segundo, o mais importante – o voto popular.

“Eu tenho dito a ele (Messinho) que o projeto dele foi atendido no sentido de ser candidato a vice-prefeito de Cabedelo e graças a Deus, pela confiança do prefeito Vitor Hugo, que o convidou, e graças a confiança do povo, estabeleceu a condição dele ser eleito. Mas eu quero dizer que está dentro da nossa pauta que, ao ser vice-prefeito de uma cidade importante como Cabedelo, é natural que possa haver discussões, ou avaliações sobre os próximos passos no próximo ano e ninguém impede ninguém de fazer nada. A candidatura tem que ter a vontade própria de quem assim desejar e ser respeitado por aqueles que tenham convivência com ele”, ressaltou.

E continuou: “Eu quero dizer isso porque quem autoriza, na verdade, ele ser deputado federal, se for o caso, é o eleitor, não sou eu”, arrematou.

Blog do Ninja

Postar um comentário

0 Comentários