Casal morto a tiros na frente dos filhos teria sido executado por ordem de traficante; aponta investigações

  A Polícia Civil está investigando um triplo homicídio ocorrido na madrugada desta terça-feira (25), no bairro do Roger, em João Pessoa.

Um casal foi executado e um homem que morava vizinho também foi morto a tiros.

De acordo com a polícia, o mandante do crime pode ter sido um traficante que integra uma organização criminosa e está preso, e a ordem de assassinar as vítimas pode ter partido de dentro do presídio.

A mãe da vítima relatou em depoimento que o casal tinha envolvimento com o tráfico de drogas. Ela contou, inclusive, que quando se aposentou, usou parte do dinheiro para a filha se livrar das dívidas com o tráfico, cerca de R$ 7 mil, conforme apurou o Notícia Paraíba.

Sobre o crime:

Dois homens encapuzados arrombaram a porta da casa que fica em uma vila na comunidade e foram até um dos quartos. No cômodo, dormiam na mesma cama a mãe e os três filhos, de 8, 11 e 13 anos. Uma das crianças chegou a implorar que os homens não matassem a mãe, mas eles não atenderam o pedido e executaram a mulher com pelo menos cinco tiros.

Marianni de Oliveira Martins não resistiu e morreu no local. A mulher era técnica de enfermagem. Os criminosos ainda assassinaram o companheiro dela, Wagner Ferreira  Batista, de 27 anos. Um vizinho também foi executado, identificado como Everton.

O crime pode estar ligado ao tráfico de drogas e a polícia está investigando o caso.

Noticia Paraíba

Postar um comentário

0 Comentários