Bayeux: Ministério Público vai investigar denúncia do vereador Betinho de suposta organização criminosa envolvendo ex-secretários de Saúde

 O Ministério Público da Paraíba vai investigar denúncia feita pelo vereador "Betinho da RS", então líder da prefeita Luciene de Fofinho (PDT), de que desde de outubro do ano passado teria uma "quadrilha" agindo na secretaria de Saúde do município. As acusações foram reveladas com exclusividade pelo Portal Bayeux em Foco e envolvem o período de administração dos ex-secretários Bruno Wanderley, primo do médico Thiago Wanderley, e Nelson Soares.

O vereador afirmou que tinha provas sobre a atuação de uma quadrilha criminosa na pasta da Secretaria Municipal de Saúde. Diante desse fato, o PSOL na cidade protocolou a comunicação de denúncia feita pelo citado Vereador ao Ministério Público.

"É necessário apurar, vez que deixa a entender desvio de recursos públicos, o que fere os direitos dos moradores na cidade, ainda mais em período de pandemia. As pessoas estão doentes e morrendo de COVID, logo é inaceitável que esteja ocorrendo tal situação, prejudicando todos os moradores", destacou Josinaldo Aureliano, presidente do PSOL.
 
 
 
Bayeux em Foco

Postar um comentário

0 Comentários