ALPB e API se manifestam em pesar pela morte do jornalista Eduardo Carneiro

  A morte do jornalista Eduardo Carneiro, neste sábado (1), por decorrência da Covid-19 pegou todos de surpresa. Bastante conhecido pela sua dedicação ao jornalismo e por ter ocupado vários cargos públicos, sempre na área de comunicação social, a sua morte foi lamentada pelo presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, e pela diretoria da Associação Paraibana de Imprensa (API), que se manifestaram por notas.

Confira:

“O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, em nome de todos parlamentares e servidores da Casa de Epitácio Pessoa, vem a público lamentar o falecimento do jornalista Eduardo Caneiro, ex-secretário Executivo de Comunicação de João Pessoa, vítima de complicações decorrentes da covid-19”, diz trecho da nota da ALPB.

“A Associação Paraibana de Imprensa por sua diretoria e em nome de seus associados lamenta profundamente a morte do jornalista Eduardo Carneiro, que atualmente trabalhava na assessoria de comunicação da Câmara Municipal de João Pessoa”, diz a nota da API.

SOBRE EDUARDO CARNEIRO

O jornalista estava internado desde o começo de março, primeiro para tratar a COVID-19 e depois as complicações causadas pelo vírus. Nesta tarde de sábado, não resistiu e faleceu.
Eduardo trabalhou muitos anos no Sistema Correio de Comunicação, também foi editor da Revista Nordeste e foi Secretário Executivo de Comunicação da Prefeitura de João Pessoa, chegando a assumir interinamente a titularidade da pasta.

Eduardo Carneiro se destacou como profissional de imprensa a partir de João Pessoa, mas o que chamava atenção em sua personalidade era a humildade e a gentileza com que tratava os colegas, sempre se colocando a disposição para ajudar e a ensinar os mais jovens.

É uma perda irreparável para a imprensa paraibana. A API se solidariza com todos os familiares e amigos. Ainda não há informações sobre o velório e enterro do jornalista.

Agência ALPB

Postar um comentário

0 Comentários