Rachel Sheherazade processa Sílvio Santos e cobra indenização de R$ 30 milhões

  Foto: Reprodução SBTA apresentadora Rachel Sheherazade está processando o SBT, canal pertencente a Sílvio Santos. A jornalista paraibana quer R$ 30 milhões de indenização da emissora. A ação foi protocolada na 3ª Vara do Trabalho de Osasco, na Grande São Paulo, há cerca de um mês. Ela ganhou notoriedade pelos comentários políticos fortes durante o noticiário. A apresentadora foi demitida no ano passado através de e-mail.

No processo que move contra a antiga emissora, Rachel alega que apesar de ser contratada como pessoa jurídica, tinha obrigações como qualquer funcionário de carteira assinada, como plantões, horas extras. Ela fala em jornadas ampliadas nos 11 anos em que ficou na empresa de Silvio Santos. Sheherazade figurava como âncora no principal programa jornalístico do canal, o “SBT Brasil”.

Para exercer suas funções, Rachel recebia um salário de R$ 200 mil, acrescido de auxílio-moradia de R$ 30 mil, mensalmente. Rachel quer comprovar o vínculo empregatício e requer o pagamento de direitos trabalhistas. Em setembro de 2020, ela deixou a apresentação do telejornal sem se despedir dos telespectadores, um mês antes do fim de seu contrato, em 31 de outubro.

Antes queridinha de Silvio Santos, pelas opiniões contundentes (e muitas vezes polêmicas) que a tornaram famosa, Rachel teria irritado o dono do Baú ao fazer críticas ao presidente Jair Bolsonaro, de quem, como se sabe, o ex-patrão é muito próximo.

Politica JP

Postar um comentário

0 Comentários