LUTO: Morre o ator João Acaiabe, o Tio Barnabé do Sítio do Pica Pau Amarelo, vítima da covid-19

 

O ator João Acaiabe, o Tio Barnabé do “Sítio do Picapau Amarelo”, morreu em São Paulo, na noite de quarta-feira (31), aos 76 anos, vítima da Covid-19.

A família informou que o artista testou positivo no dia 15 de março. Na data, a capital paulista começava a vacinar os idosos da faixa etária, e, na véspera o ator chegou a comemorar a iminência da imunização nas redes sociais.

Dona Benta (Suely Franco), Tia Nastácia (Dhu Moraes), Tio Barnabé (João Acaiabe) e Visconde de Sabugosa (Aramis Trindade), em Sítio do Picapau Amarelo 2007 — Foto: TV Globo/João Miguel Júnior

Dona Benta (Suely Franco), Tia Nastácia (Dhu Moraes), Tio Barnabé (João Acaiabe) e Visconde de Sabugosa (Aramis Trindade), em Sítio do Picapau Amarelo 2007 — Foto: TV Globo/João Miguel Júnior

O quadro de saúde piorou e ele foi internado no Hospital Sancta Maggiore, na Mooca, no dia 21. No ano passado, o ator informou em entrevista que havia sido diagnosticado com insuficiência renal e estava na fila por um transplante de rim.

Ainda de acordo com parentes, ele foi intubado na manhã desta quarta-feira (31) e faleceu após sofrer duas paradas cardíacas.

O sepultamento acontecerá na cidade de Espírito Santo do Pinhal, na região de Campinas, interior de São Paulo, onde nasceu.

Uma das filhas do Acaiabe, Thays, homenageou o pai nas redes sociais: “Guardarei no coração tudo o que vivemos e a referência que você é para a nossa família! Gratidão, meu pai. Que os espíritos de luz te recebam em Aruanda até que a gente se encontre novamente, porque almas gêmeas nunca se separam!”, escreveu.

O perda do ator também repercutiu muito entre amigos, fãs e colegas. “Quantos papos bons meu amigo, como era bom lhe ouvir contar histórias da nossa gente. O primeiro homenageado do nosso Samba pra Nossa Senhora, agora vamos contar a nossa gente a sua grandiosa história. Obrigado irmão”, escreveu.

A atriz Giovanna Grigio, que contracenou com João Acaiabe na novela “Chiquititas”, destacou sua generosidade. “A gente passou texto várias vezes juntos e foi amor à primeira cena. Ter você como professor e amigo, escutar suas histórias e aprender com você com certeza foram dos maiores privilégios da minha vida! Eu já te amava antes e vou te amar pra sempre. 🖤 Obrigada por tudo!”, compartilhou nas redes sociais.

G1 – São Paulo

Postar um comentário

0 Comentários