EM LUCENA, PF INTIMA CABOS ELEITORAIS PARA AUDIÊNCIA SOBRE DENÚNCIA DE “SUPOSTA COMPRA DE VOTOS” NAS ELEIÇÕES DE 2020

 A Polícia Federal cumpriu na manhã desta quinta-feira, dia 8, vários mandados de intimação no município de Lucena, principalmente no distrito de Gameleira, expedidos pelo delegado Gustavo Alexandre Alencar Barros, da Delegacia de Defesa Institucional. As pessoas intimadas deverão comparecer para audiência na próxima terça-feira dia 13, às 9h30. O não comparecimento sem motivo justificado, conforme especifica na intimação, poderá ocasionar numa condução coercitiva (levado pela própria PF), mediante mandado escrito da autoridade policial, incorrendo, assim, a crime de desobediência, de acordo com o artigo 330 do Código Penal Brasileiro.

Pelo que o BLOG apurou, a intimação dos lucenenses diz respeito a processo que tramita na Delgacia de Defesa Institucional da Polícia Federal, por determinação da Justiça Eleitoral. A informação é de que, no decorrer da campanha eleitoral de 2020, cabos eleitorais e supostos candidatos teriam usados de “armações” e meios “ilegais” para que supostos candidatos comprassem votos de eleitores. Um audio teria sido veiculado nas redes sociais, de uma suposta reunião onde políticos, cabos eleitorais e dirigentes partidiários teriam ido à residências no distrito de Gameleira na tentativa de “comprar votos”.

O BLOG DO MARCOS LIMA não conseguiu a confirmação de que este audio está em poder do delegado federal Gustavo Alexandre Alencar Barros, no entanto, acredita-se que faz parte do processo até mesmo porque, foi feita denúncia do ocorrido a Justiça Eleitoral da Comarca de Santa Rita. Na audiência da próxima terça-feira, a PF pretende colher mais informações sobre o suposto fato para a tomada de providências.

BLOG DO MARCOS LIMA

Postar um comentário

0 Comentários