Dinheiro sujo pagava intimidação a jornalistas que denunciavam corrupção na Paraíba

 O esquema criminoso do ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB), recolhido ao xilindró por corrupção, segundo o Ministério Público Estadual, pagava com dinheiro roubado um advogado que processava para intimidar “jornalistas que ousaram denunciar as práticas do grupo”. 

O capanga de Coutinho que se prestava a isso se chama Francisco das Chagas, vulgo “Chico Peidão”. O elemento está entre os presos. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Entre jornalistas processados e caçados a mando de Ricardo Coutinho estava a ex-mulher Pâmela Bório, que denunciava falcatruas do grupo.

Jornalistas perseguidos: Anderson Soares, Helder Moura, Marcone Ferreira Thiago Moraes, Nilvan Ferreira, Marcelo José e Alan Kardec.

O Ministério Público chamou de “litigância dissimulada” a desfaçatez de processar jornalistas que denunciaram fatos que de fato ocorreram.

Diário do Poder

Postar um comentário

0 Comentários