Câmara de Bayeux nega pedido de urgência do Executivo para abertura de Crédito Adicional Especial no valor de R$ 4.850.000 milhões

 Câmara de Bayeux nega pedido de urgência do Executivo para abertura de Crédito Adicional Especial no valor de R$ 4.850.000 milhõesA Câmara Municipal de Bayeux realizou nesta quinta-feira (22) a 20° Sessão Ordinária onde foram discutidos diversos pedidos e solicitações, entre eles o pedido do Executivo Municipal, através do projeto de Lei n° 06/21, em regime de urgência, para a abertura de Crédito Adicional Especial ao orçamento vigente. Na oportunidade, também foram aprovados um total de nove requerimentos relacionados à infraestrutura, ação social, educação e saúde.

Com o projeto de Lei do Executivo em discussão, os parlamentares da Casa decidiram, por unanimidade, quebrar o pedido de urgência para que os vereadores tenham mais tempo de analisar a solicitação. De acordo com o texto, o projeto versa sobre um Crédito Adicional Especial no montante de R$ 4.850.000 destinado a atender despesas referentes à compra de materiais, manutenção de atividades e contratações por tempo indeterminado.

Já entre os principais requerimentos colocados em votação, os vereadores aprovaram o que solicita uma vigilância eficaz quanto a fiscalização na Avenida Engenheiro de Carvalho no que diz respeito ao estacionamento em mão dupla e as sinalizações, de autoria da vereadora França (PL), e também o requerimento para a implantação de uma ala pediátrica 24h na unidade de pronto atendimento da cidade, de autoria da vereadora Rosiene Sarinho (PP).

Ainda foi aprovado o requerimento solicitando à prefeita Luciene Gomes (PDT) para que sejam adotadas providências para a entrega de cestas básicas a todos os ambulantes do município e o requerimento solicitando a convocação do Secretário de Educação, Netinho Figueiredo, para prestar esclarecimentos sobre os temas: merenda, reforma de escolas e contratação de pessoal, ambos de autoria de Nildo da Casa Branca (PTB).

Como solicitações verbais, os parlamentares da Casa Severaque Dionísio pediram a dragagem do Rio do Meio (Betinho da RS), poda das árvores do Aeroporto, que vem causando a falta de iluminação no local (Teté); vacinação dos profissionais que trabalham com ação social (Nildo de Inácio); além de calçamento de ruas e retomada de obras que estão paradas (Hermersson Caminhoneiro). A importância do combate ao uso de drogas e das instituições de apoio também foi tema de debate.

Infraestrutura – Em sua fala, o vereador Luciano do Impacto Som (PV) relatou dificuldades nas solicitações feitas à Secretaria de Infraestrutura. De acordo com ele, as solicitações não estão sendo realizadas. “Estou pedindo aqui atenção a esse problema. Não é algo para mim, é para a população que paga impostos e não está recebendo um serviço de qualidade”, disse. A fala foi referendada pelos vereadores Bel Soldado (DEM), Jefferson Oliveira (PL), Nildo da Casa Branca e Dani Dantas (Cidadania), que também informaram problemas com os pedidos.

Postar um comentário

0 Comentários