Abrigo irregular é interditado após transferência de todos os idosos em João Pessoa

  

Após a transferência dos últimos quatro idosos, a instituição de longa permanência para idosos Cuidarte, localizada no bairro de Tambauzinho, em João Pessoa, foi totalmente interditada nesta quarta-feira (7). De acordo com a promotora de Justiça Sônia Maia, dos quatro idosos, um foi transferido para o Hospital Padre Zé, dois para a Casa de Apoio do Instituto Padre Zé e um para o Hospital São Luiz. 

De acordo com informações, foram transferidos 36 idosos, sendo 23 para o Hospital Padre Zé; um está internado no Complexo Hospitalar de Mangabeira (Trauminha), uma idosa no Hospital de Trauma e um no Hospital São Luiz.  Os demais idosos foram levados pelas respectivas famílias. A transferência dos idosos foi iniciada no último domingo quando a instituição foi denunciada ao MPPB. Segundo a promotora, o abrigo estava irregular e os idosos apresentavam quadro de desnutrição; alguns dos quais também possuíam ferimentos.

Segundo a promotora Sônia Maia, será instaurado os procedimentos administrativos para apurar a situação individual dos idosos que retornaram às suas famílias. "Serão feitas visitas domiciliares pelos Centros de Referências Especializado em Assistência Social (Creas),  no sentido de aferir as condições de vida dos vulneráveis, no que concerne  aos cuidados e efetiva assistência à  saúde, a liberdade, o convívio  familiar, em condições de dignidade humana", complementou a promotora.

A promotora informou ainda que os quatro idosos que foram transferidos nesta quarta ficarão sob responsabilidade do MP, porque não têm familiares. "Vou me encarregar de procurar vaga pra eles em ILPI de João Pessoa".

Ainda foi informado que foram feitos testes de covid-19 em todos os idosos, apenas um deu positivo e foi transferido para o Hospital São Luiz. Quando estiver curado e não oferecer risco de contágio, vai ser removido para o Hospital Padre Zé.

Segundo informações, a interdição ocorreu durante fiscalização do Ministério Público da Paraíba, Vigilância Sanitária Municipal, Conselho Municipal do Idoso e equipe do Hospital Padre Zé. 

ClickPB

Postar um comentário

0 Comentários