Rebelião em penitenciaria termina com policial penal e um detento morto em São Cristóvão

  

Um princípio de rebelião e tentativa de fuga foi registrado no início da manhã deste domingo (21) no Complexo Penitenciário Manoel Carvalho Neto (Copemcan), em São Cristóvão.

As primeiras informações são de que os detentos teriam se rebelado em uma ala do  pavilhão, tomado as armas de dois agentes penitenciários, Hipólito e Celênico, e que terminou em troca de tiros.

O que se sabe até o momento é que um presidiário morreu e dois agentes penitenciário foram baleados, sendo que um deles foi socorrido e levado ao Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), mas acabou morrendo.

Segundo a Sejuc, outro policial penal também foi atingido e encaminhado pelo Samu para o Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE).

A Secretaria de Justiça, Trabalho e Defesa do Consumidor (Sejuc) confirma que foi registrada ocorrência no início da manhã deste domingo (21), no Complexo Penitenciário Manoel Carvalho Neto (Copemcan), em São Cristóvão. O interno Rafael de Oliveira Gonzaga, 25 anos, foi tirado isoladamente do pavilhão 3 e estava na área externa dos pavilhões (na área comum), acompanhado por um grupo de policiais penais.

No entanto, o interno conseguiu tomar a pistola de um policial penal, que foi atingido. Em seguida, outro colega policial penal também foi atingido por disparos de arma de fogo. Os demais policiais penais que estavam próximo da ocorrência reagiram e atiraram contra o interno.

O Samu foi acionado e fez os primeiros atendimentos. Todos foram encaminhados para o Hospital de Urgência (Huse) e receberam atendimento médico. O policial penal Deyvicson Santos Hipólito acabou falecendo, pouco depois dos primeiros atendimentos, no Huse. O interno também veio a óbito.

A Polícia Militar enviou reforço para a unidade prisional. As imagens do circuito de TV também estão sendo checadas para auxiliar na investigação policial. Durante o dia, as informações serão atualizadas.

Riacho em Foco

Postar um comentário

0 Comentários