Prefeito reforça resolução de demandas dos conselheiros da Participação Popular

  


O prefeito Cícero Lucena apresentou, durante reunião realizada nesta quarta-feira (24) com a Secretaria Executiva da Participação Popular (SEPP) e conselheiros municipais, algumas ações que serão executadas para resolver muitas das demandas vindas colaboração da população de João Pessoa. A Prefeitura está atenta às sugestões com origem nos próprios moradores dos bairros. Por conta da pandemia, a reunião ocorreu de modo remoto.

Entre estas ações apresentadas pelo prefeito, está o levantamento das ruas que precisam ser pavimentadas. De acordo com Cícero Lucena, um mapeamento iniciado pela Secretaria de Planejamento (Seplan) já conta com 33 bairros listados. “A estimativa é que em 15 dias tenhamos este levantamento completo e, assim, vamos saber como estão os bairros de nossa cidade e definir as obras por prioridades”, afirmou.

Sobre a parte de iluminação pública, o gestor informou que já está em processo de licitação a troca de 10 mil lâmpadas de sódio por outras de LED, que serão colocadas em locais que garantam maior segurança para moradores. Tanto a iluminação quanto a questão da pavimentação das ruas estiveram entre as demandas mais recorrentes colocadas ao longo da reunião.

Cícero também enfatizou o importante papel que a Secretaria Executiva da Participação Popular vem executando nesta gestão, ouvindo e encaminhando, da melhor forma possível, os problemas apontados pelos moradores. “Esta é uma gestão que queremos fazer em conjunto, em parceria. Este trabalho é fundamental para que possamos atingir este objetivo. Estou a par de todos os pedidos, tenho acompanhado todo o trabalho que a Participação Popular vem fazendo e vamos valorizar os pleitos dos conselheiros de nossa cidade”, disse.

O vice-prefeito Leo Bezerra, que também participou da reunião, endossou o valor dos conselheiros neste processo de construção democrática. “Todos os relatórios estão sendo passados para nós. Estamos cientes do que vocês querem e também é o que queremos, fazer juntos um mandato melhor e maior, escutando e dialogando com vocês”, disse o gestor aos conselheiros.

Demandas - O secretário da Participação Popular, Thiago Diniz, apresentou os dados consolidados das ações realizadas nesses primeiros meses de gestão. O levantamento mostra que, referente à zeladoria, foi um total de 120 demandas, das quais 55 já foram resolvidas e 34 estão em andamento. Já sobre as demandas chamadas reprimidas (da gestão anterior), quatro foram resolvidas e 67 estão em andamento.

“Nosso trabalho está inteiramente voltado para termos uma cidade boa para se viver, sempre em consonância com a vontade dos moradores, através de nossos conselheiros, que são muito importantes em todo esse processo. Não podemos deixar de citar a parceria essencial das secretarias que atuam em conjunto conosco”, frisou Thiago Diniz.

Balanço da gestão - O prefeito aproveitou o momento para falar sobre as ações que estão sendo desenvolvidas no combate à Covid-19. Ele citou que João Pessoa é a segunda cidade brasileira que mais vacinou em todo o Brasil.

Segundo Cícero Lucena, o Hospital Santa Isabel contava com 20 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTIs) e atualmente tem 70. “Alugamos 50 leitos no Hospital São Luiz e estamos com mais de 16 leitos de UTIs montadas em nossas Unidades de Pronto Atendimento”, informou. Ele pediu, ainda, que os conselheiros também ajudem nesta missão, lembrando em suas regiões que os moradores não deixem de seguir as medidas sanitárias como o uso das máscaras, distanciamento social e só saiam de casa se for necessário.

Conselheiros – A reunião contou com os conselheiros representantes dos 71 bairros e 147 comunidades de João Pessoa. O morador Ernani Bandeira, dos Bancários, demandou a reforma da associação, afirmando que é um equipamento muito importante para toda a comunidade. Ele também afirmou que, depois de quatro anos, teve uma demanda atendida que foi a desobstrução nas Três Ruas, no bairro Bancários. “Acreditamos que estamos fazendo nosso papel e confiamos nesta gestão”, disse.

Secom-JP

Postar um comentário

0 Comentários