Polícia da PB encontra fábrica de armas na casa de genro acusado de matar sogro

  Polícia da PB encontra fábrica de armas na casa de genro acusado de matar sogroA polícia da Paraíba encontrou vestígios do que parece ser uma fábrica clandestina de armas no local em que um homem foi morto após tentar matar a própria filha. O crime aconteceu na manhã desta quinta-feira (11), na cidade de Pedras de Fogo, e o suspeito é o genro da vítima. De acordo com relatos de testemunhas, o agricultor tentou matar a filha com um facão e foi impedido pelo companheiro dela.

Após o crime o homem fugiu do local e segue sem aparecer. Segundo a mulher, o pai sempre foi violento e havia constantes ameaças contra ela. A motivação dos desentendimentos seria a briga por propriedades. Em entrevista, a mulher afirmou que o companheiro é um homem de bem e contra a violência. Ela narrou que a atitude do companheiro foi apenas para defendê-la.

O caso

Uma verdadeira tragédia em família ocorreu na manhã desta quinta-feira (11), na cidade de Pedras de Fogo, Litoral Sul da Paraíba. Um homem morreu após ter sido atingido por tiros de espingarda calibre 20. O autor dos disparos foi o próprio genro, que teria cometido o crime para defender a esposa.

A vítima foi identificada como Manoel Lima da Silva, de 59 anos. De acordo com a irmã de Manoel, ele teria chegado muito alterado na casa da filha, armado com um facão e fazendo ameaças.

A filha de Manoel gritou por ajuda e entrou em luta corporal com o pai. Quando o marido dela, genro de Manoel, avistou a situação disparou contra o sogro. Ele morreu ainda no local. Após atirar contra o sogro o genro fugiu da cena do crime.

A polícia foi chamada, acionou a perícia que constatou que além dos tiros foram encontradas marcas de facadas no corpo da vítima. Uma das linhas de investigação seria a briga por terras já que, segundo familiares, Manoel atualmente estava morando em terras que pertencem a filha.

Postar um comentário

0 Comentários