Mesmo doente, radio escuta da prefeitura de Bayeux é demitido juntamente com a esposa

  Nos últimos meses, acometido de várias enfermidades, Almeidinha viu-se entre a vida e a morte. Para diminuir os efeitos das doenças, é obrigado a realizar dezenas de exames e toma diariamente uma enorme quantidade de medicamentos.

Mesmo assim, nunca deixou de cumprir suas obrigações, divulgando as matérias de interesse da gestão municipal e encaminhando para as emissoras de rádio respostas e esclarecimentos necessários sobre as demandas e reclamações apresentadas pelos ouvintes.

Apesar disso, Almeidinha foi 'presenteado' com uma demissão sumária, no último dia 16, quando a prefeita Luciene de Fofinho, sem nenum planejamento ou critério, simplesmente colocou no olho da rua cerca de 1.500 servidores comissionados e prestadores de serviço que ela mesma havia nomeado em janeiro deste ano.

Além de Almeidinha, também foi demitida sua esposa, uma servidora humilde e eficiente que prestava serviços no Gabinete da Prefeita, servindo cafezinho e fazendo serviços de limpeza no ambiente.

Estando ambos demitidos, imagine-se a dificuldade para Almeidinha conseguir comprar todos os remédios necessários ao tratamento prescrito. A situação é tão grave que, de acordo com sua esposa, o jornalista já tentou o suicídio algumas vezes.

Diante desse estado deplorável de um ser humano, o apresentador Samuka Duarte se dirigiu à residência do colega jornalista e fez um apelo dramático à prefeita de Bayeux.

E deve-se ressaltar que há cerca de um mês, a própria prefeita esteve na residência de Almeidinha, onde gravou vídeo jurando prestar toda a assistência ao funcionário da prefeitura.

A situação de Almeidinha, atingido pela doença e pela insensibilidade dos gestores de Bayeux, está causando intensas revoltas na população.

PN

Postar um comentário

0 Comentários