Clodoaldo Beltrão e representantes de municípios do Vale do Paraíba debaterão expansão de linha férrea com superintende da CBTU

 MPs recomendam que CBTU suspenda viagens de trens na Grande João Pessoa -  Jornal da ParaíbaApós defender a expansão do percurso dos trens da Companhia Brasileira de Transportes Urbanos (CBTU) para o Vale do Paraíba, o ex-prefeito de São Miguel de Taipu e atual secretário de Articulação Política do município, Clodoaldo Beltrão, foi convidado pelo superintende da CBTU na Paraíba, Rodrigo Vieira, para uma reunião, na próxima quarta-feira (10), para debater o tema.

Além de Clodoaldo e Rodrigo Vieira, o atual prefeito de São Miguel de Taipu, Laelson Alburqueque (PSDB); e vereadores de Cruz do Espirito Santo, Pilar e Itabaiana; também participarão da reunião, que acontecerá na sede da CBTU em João Pessoa, a partir das 15h.

Segundo Clodoaldo, a expansão da linha férrea serviria tanto para o transporte diário de passageiros, quanto para cargas e turistas, com diferentes formas de uso. Ele destaca que a ferrovia já existe na região e para reativá-la seria necessário apenas pequenos reparos em alguns pontos.

Atualmente, os trens da CBTU atende as cidades de Cabedelo, João Pessoa, Bayeux e Santa Rita. Com a expansão do trajeto para o Vale do Paraíba, seriam atendidos também os municípios de Cruz do Espírito Santo, São Miguel de Taipu, Pilar, Itabaiana, Mogeiro, Ingá, e cidades vizinhas, como: Salgado de São Felix, Juripiranga, São José dos Ramos e Pedras de Fogo.

“Os trens têm a capacidade de trazer grandes benefícios para economia e mobilidade do Vale do Paraíba. Hoje, o cidadão gasta entre R$ 50 e R$ 150 com passagens, nos meios de transportes disponíveis, para se deslocar de Itaibaiana a João Pessoa. Esse valor cairia consideravelmente, uma vez que as passagens nos trens da CBTU são bem mais baratas”, afirmou.

O ex-prefeito afirma que o Vale do Paraíba é uma região com grande potencial econômico, sobretudo na produção agrícola, mas viveu seus tempos áureos justamente nas décadas de 1950 e 1960, quando a linha férrea estava ativada. Ele lembrou que com a conclusão das obras do Canal Acauã-Araçagi, que levará águas do projeto de Transposição do São Francisco para o Rio Paraíba, a produção aumentará ainda mais no Vale.

“A nossa região é muito rica e com a reativação da linha férrea poderíamos escoar melhor nossa produção, com preços bem mais acessíveis de fretes, uma vez que os valores da gasolina e diesel são cada vez mais altos. Assim, poderíamos agregar também o Vale do Paraíba ao Porto de Cabedelo”, comentou Clodoaldo.

Clodoaldo estuda a possibilidade de disputar o cargo de deputado estadual das eleições de 2022 e antecipa que, caso obtenha êxito na eleição, a reativação da linha férrea no Vale do Paraíba será uma de suas principais bandeiras de luta na Assembleia Legislativa. Ele observa que, apesar da CBTU ser uma autarquia federal, o Governo do Estado, em parceria com os municípios envolvidos e parlamentares, poderia dialogar com a Presidência da República para buscar a reativação da linha férrea no Vale do Paraíba, criando mais um mecanismo em prol do progresso da região.

Blog do Cristiano

Postar um comentário

0 Comentários