Às escuras: sob o comando de Nôquinha, Câmara de Bayeux não publicizou nenhum requerimento ou Projeto de Lei produzido em 2021 e pode estar na mira do Ministério Público

 Às escuras: sob o comando de Nôquinha, Câmara de Bayeux não publicizou nenhum requerimento ou Projeto de Lei produzido em 2021 e pode estar na mira do Ministério Público

A Câmara Municipal de Bayeux, sob o comando do vereador Nôquinha (PTC), vem se destacando como a Casa Legislativa menos transparente da região Metropolitana.

O portal institucional da Casa Severaque Dionísio não é atualizado com novas informações desde o dia 18 de agosto de 2020. Também não foi anexado nenhum requerimento apresentando em 2021. O presidente da Casa, nem se quer solicitou que atualizassem o nome dos vereadores da atual legislatura.

E não para por aí, o Instagram oficial da Câmara, meio mais acessível para a população observar os Projetos de Lei (PL) e requerimentos que são apresentados durante as sessões, não foi utilizado para divulgar nenhuma ação da atual legislatura. A última publicação foi no dia 8 de fevereiro, para lamentar o falecimento do senador José Maranhão.

Alguns vereadores preocupados com essa situação, postam em suas redes sociais as ações que estão produzindo em prol da população bayeuxense. Os vereadores Luciano Impacto Som (PV), Ró de Dedeta (PL), Nildo da Casa Branca (PTB), Hermerson Caminhoneiro (PP) Jefferson Oliveira (PL), Dani Dantas (Cidadania), França (PL) e Adjair da Saúde (PCdoB), são uns dos mais ativos na redes.

O próprio Nôquinha, não divulgou nenhuma ação realizada por ele, desde que assumiu o comando da Casa no dia 2 de fevereiro. O vice-presidente, Val da Nordece (Republicanos), apresentou o primeiro requerimento nas suas redes sociais, na última terça-feira (23), quase dois meses depois do início dos trabalhos legislativos.

O portal ouviu alguns moradores da cidade que demonstraram uma enorme insatisfação com a falta de transparência do Poder Legislativo do município. “A população de Bayeux mais uma vez sendo feita de boba pela mesa diretora da Câmara. Desde o início das sessões não fiquei sabendo de nenhuma ação protocolada por nossos vereadores. Não podemos ir até a Câmara por conta da pandemia e o vereador Nôquinha está fazendo o favor de não nos informar o que acontece nas sessões”, afirmou um morador do bairro do Sesi, que não quis se identificar.

O princípio da publicidade é um dos princípios da administração pública e tem como finalidade mostrar que o poder público deve agir com a maior transparência possível, para que a população tenha o conhecimento de todas as suas atuações e decisões, fato que não tem acontecido na cidade dos manguezais. Há quem aposte que o Ministério Público já pode estar atuando para combater a falta de informações sobre os atos praticados pelo gestor da Casa de Severaque Dionísio.

Jornal a Pagina

Postar um comentário

0 Comentários