21 países suspendem uso da vacina de Oxford/Astra Zeneca por suspeita de formação de coágulos no sangue

  Anvisa recebe pedido de registro definitivo da vacina de OxfordO uso da vacina de Oxford/AstraZeneca foi suspenso em 21 países pelo mundo após relatos de que o imunizante estaria provocando a formação de coágulos sanguíneos em pessoas imunizadas.

A suspensão, no entanto, não é definitiva. A medida é uma precaução enquanto autoridades de saúde investigam se os relatos de formação de coágulos tem mesmo relação com a vacina. Alguns países suspenderam o uso de um lote específico (ABV5300). Segundo a ANVISA, este loto não foi enviado ao Brasil.

A fabricante do imunizante confirmou 30 casos de trombose até o dia 14 de março. Pelo menos uma morte ocorreu e uma pessoa foi internada com embolia pulmonar, segundo informou o jornal El País.

Confira a lista dos países e a data da suspensão:

PaísData de suspensão
Suécia16/03
Letônia16/03
França15/03
Alemanha15/03
Itália15/03
Espanha15/03
Luxemburgo15/03
Chipre15/03
Portugal15/03
Eslovênia15/03
Indonésia15/03
Países Baixos15/03
Irlanda14/03
Bulgária12/03
República Democrática do Congo12/03
Tailândia12/03
Romênia11/03
Islândia11/03
Dinamarca11/03
Noruega11/03
Áustria07/03

No Brasil, quase 3 milhões de pessoas já receberam doses da vacina. A ANVISA afirmou que não há nenhum relato de efeitos colaterais graves decorrentes da vacina Oxford/AstraZeneca no país.

Confira a íntegra da nota da ANVISA sobre o assunto:

“Monitoramento da vacina de Oxford

A Anvisa está acompanhando e buscando informações junto às autoridades internacionais sobre possíveis eventos adversos relacionados ao uso da vacina de Oxford. Após relatos na Europa de suspeitas de casos de reações após a administração da vacina contra a Covid-19 produzida pela AstraZeneca, um processo de investigação foi iniciado pelos países do continente.

Embora não haja, até o momento, evidências que apontem relação entre o uso da vacina e a ocorrência dos eventos adversos relatados, o uso do lote ABV5300 foi suspenso na Áustria, Estônia, Lituânia, Letônia e Luxemburgo como medida de precaução. A Dinamarca optou pela suspensão temporária do uso do imunizante.

Por meio de sua área internacional, a Anvisa já solicitou informações sobre a investigação promovida na Europa. O lote que teve o uso suspenso pelas autoridades europeias não veio para o Brasil. Nas bases nacionais que reúnem os eventos ocorridos com vacinas não há registros de embolismo e trombose associados às vacinas contra a Covid-19.” 

Com informações do Infomoney e Anvisa

Postar um comentário

0 Comentários