Reunião com secretariado: Prefeito afirma que é preciso olhar para o futuro de João Pessoa

 


O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, encerrou o encontro com o vice-prefeito, Leo Bezerra, e todo o secretariado desta terça-feira (2) afirmando que é preciso olhar para o futuro de João Pessoa. A reunião, que aconteceu durante todo o dia em um hotel da orla da Capital, foi para fazer uma avaliação detalhada do primeiro mês de gestão e revelar os próximos passos a serem dados para cuidar da Capital paraibana. Nela, cada secretário revelou os problemas encontrados nas suas respectivas pastas e as ações já elaboradas em 30 dias de governo.

“Após 30 dias de gestão, os secretários já estão com uma real dimensão dos problemas, mas também já propondo soluções. Além disso, estão propondo um futuro dentro da linha que nós nos propusemos de cuidar da cidade de João Pessoa. E cuidar é enfrentar e resolver os problemas e não fugir deles, pois é dessa forma que nós vamos corresponder à confiança da população. Agora, é preciso olhar para o futuro de João Pessoa”, revelou o prefeito.

O encontro teve como metas discutir temas relacionados à saúde, educação, infraestrutura, habitação, mobilidade, limpeza urbana, meio ambiente, esporte, finanças, controladoria-geral, comunicação, defesa do consumidor, previdência municipal, transparência, ciência e tecnologia, segurança, participação popular, defesa civil, política para as mulheres, direitos LGBT, turismo, desenvolvimento urbano e social e projetos culturais.

O vice-prefeito Leo Bezerra ressaltou a importância desse encontro para afinar os objetivos e as estratégias. “Essa é uma visão inovadora que o prefeito Cícero Lucena tem de chamar os secretários nesses primeiros trinta dias de gestão para saber como eles encontraram suas pastas e o que estão pensando para o futuro. Essa é uma ação importante porque é aqui que podemos discutir as soluções. Esse é o nosso plano número um para as secretarias dialogarem e encontrarem uma solução. É dessa forma que os frutos vão chegar para a população, que sempre tem que ser a maior beneficiada”, disse.

Secom-JP

Postar um comentário

0 Comentários