Morre no Dia do Rádio aos 86 anos o jornalista e radialista Otinaldo Lourenço, vítima da Covid-19

  Morreu neste sábado (13), no Dia do Rádio, o advogado, jornalista e radialista, Otinaldo Lourenço. Ele tinha 86 anos e estava internado no Hospital Memorial São Francisco desde o começo do mês, em tratamento contra a Covid-19.

Em nota de pesar, o Governo da Paraíba destacou que Otinaldo era considerado figura muito importante na memória do rádio paraibano.

Segundo nota do Governo do Estado, Otinaldo Lourenço "implantou o jornalismo e o setor de esportes da rádio Tabajara. Entre os anos 1950 e 1970, Otinaldo Lourenço provocou uma verdadeira revolução no rádio paraibano com uma nova maneira de se fazer jornalismo neste veículo, mais precisamente na Rádio Arapuan, a qual comandou por vários anos. Entre os programas que criou, estão Mesa de Redação, Jornal Sensacional, Antena Política, Dramas e Comédias da Cidade e Plantão Arapuan."

"Neste momento de profundo pesar, o governador João Azevêdo expressa sua solidariedade aos familiares e amigos de Otinaldo Lourenço, cuja perda deixará uma lacuna no meio jornalístico e radiofônico da Paraíba", disse o Governo do Estado, em nota.

ClickPB

Postar um comentário

0 Comentários