Progressistas estão representados por três vereadores na CMJP

  

São três os representantes dos Progressistas na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). A vice-presidente e única mulher eleita para a Casa Napoleão Laureano, vereadora Eliza Virgínia; o vereador Damásio Franca e o suplente de vereador Mangueira, que assumiu a cadeira deixada pelo ex-presidente da Casa, vereador João Corujinha, licenciado para gerir a pasta municipal de Cidadania e Direitos Humanos. Os parlamentares comentaram sobre suas expectativas na 18ª legislatura da CMJP.

Começamos bem, mulheres. Estamos na vice-presidência, com certeza com amplitude e anuência do nosso presidente e dos demais 26 vereadores que vão dar sim espaço às mulheres, espaço merecido e devido e vamos atrás de mais mulheres na política”, anunciou a vereadora.

Eliza Virgínia explicou que a Paraíba tem 223 municípios, dos quais 21% não elegeram nenhuma mulher. Outros 31% elegeram apenas uma mulher e que 50% dos municípios ou tem uma ou não tem nenhuma mulher. “É um caso a se refletir. Vamos, mulheres, para a política, é muito importante, a sensibilidade feminina é outra. Às vezes a gente pensa de outra forma e precisamos, somos maioria do eleitorado brasileiro e do mundo. Precisamos ocupar espaços!”, enfatizou.

Pretendo tratar de questões como a semana da saúde da mulher, mulheres na política e empreendedorismo feminino. A mulher só se empodera se tiver condições para isso. Precisamos acabar o tratamento da mulher como coitada ou vítima. Quando a mulher tem seu emprego e sabe se defender as coisas são diferentes”, destacou a vereadora. Ela anunciou que vai apresentar um projeto para que as mulheres aprendam, desde cedo, nas escolas, a autodefesa. “Precisamos preparar as meninas desde cedo. Lutamos para que a mulher ocupe mais espaços na política, que elas possam lutar por direitos diversos. Vamos chamar, mostrar que existem caminhos para isso. Enquanto vice-presidente e única mulher entre os parlamentares da Câmara, estou sentindo muito respeito dos colegas vereadores”, enfatizou.

Outra questão destacada pela parlamentar é a mulher na saúde. “Que a mulher possa escolher sua via de parto, pois no Sistema Único de Saúde (SUS), a mulher é fadada a uma única opção, que é a do parto normal, mesmo quando ela não pode ter normal. Daí vemos crianças nascendo mortas ou com deficiências, sequelas de parto para mães e bebês”, afirmou.

Outro representante dos Progressistas é o vereador Damásio Franca, que lembrou que a Casa está com 48% de renovação, mostrando que a população decidiu por mudanças. “Entrou uma turma nova que chegou para mostrar resultados, junto com alguns que se reelegeram e vão usar de sua experiência com a cidade. Estamos em plena pandemia ainda e a cidade necessita de bons debates na Câmara para trazermos benfeitorias para a cidade. Que seja um ano melhor que 2020”, refletiu

O mais recente progressista a assumir uma cadeira na CMJP foi Mangueira. Ele destacou que seu mandato será pautado pelas causas sociais: “Meu trabalho é sempre voltado para a população mais carente”. Ele adiantou as demandas que já tem no que diz respeito aos mercados públicos: “O mercado público do Rangel vive uma situação de descaso e vou lutar para que haja uma reforma capaz de eliminar problemas como o esgoto a céu aberto. Além disso, vou solicitar ao prefeito Cícero Lucena que implante uma base da Guarda Municipal no Mercado Central, que enfrenta uma realidade de estupros, pequenos furtos e assaltos, perturbando comerciantes e clientes”, resumiu.

Secom-CMJP

Postar um comentário

0 Comentários