Mikika Leitão entra com mandado de segurança para impedir eleição 'casada' na Câmara Municipal de João Pessoa

  O vereador eleito de João Pessoa, Mikika Leitão (MDB) entrou com um mandado de segurança civil na Justiça para tentar impedir a eleição casada da Mesa Diretora da Câmara Municipal de João Pessoa, ou seja, para o primeiro e segundo biênios. A posse e a votação está marcada para acontecer na tarde desta sexta-feira (1º). 

Mikika Leitão (MDB) anunciou nesta semana que não disputaria, apesar de registro de chapa, no primeiro biênio da Câmara de João Pessoa. Há informações de que alguns vereadores estavam se articulando para a eleição do segundo biênio da Mesa Diretora. 

Conforme o documento, destaca-se que a antecipação da eleição, "nos moldes como se avizinha, apenas visa prestigiar os vereadores já detentores de mandato eletivo e que gozam de maior proximidade e interlocução com seus pares, em detrimento dos vereadores “novatos”, em inegável violação à democracia interna deste poder legislativo municipal".

Ainda de acordo com o documento, "tamanha ilegalidade não pode se concretizar, razão pela qual não restou alternativa ao impetrante senão a de provocar o Poder Judiciário com o objetivo de prevenir a materialização do abuso relatado neste mandado de segurança, tudo com fundamento no art. 1º, da Lei nº 12.016/2009". Foram reunidas diversas imagens em que os vereadores buscavam realizar a votação para os dois biênios.

Confira o documento

Postar um comentário

0 Comentários