“Matei pra não morrer”: Mulher afirma ter matado homem que a estuprou e ameaçou de morte

  

Maria Alcione da Silva confessou a autoria do assassinato de Wanderley Santos Cavalcante, de 45 anos, nesta terça-feira (19), a quem acusa de tê-la estuprado, matado o pai dos seus filhos e a ameaçado de morte.

Em relato forte concedido à TV Arapuan, Alcione conta em detalhes a via crucis que diz percorrer há cerca de três anos.

“Fui ameaçada, tinha que cozinhar pro homem que matou o pai dos meus filhos e me estuprou. Pergunto à sociedade: quem aguenta isso?”, indaga a mulher.

Agora, ela será encaminhado ao Presídio Feminino Júlia Maranhão, onde aguardará a audiência de custódia.

Assista ao relato, na íntegra:

News Paraíba

Postar um comentário

0 Comentários