EM LIBERDADE: Mulher que afirma ter matado seu próprio estuprador é solta pela Justiça

 


Maria Alcione da Silva passou por audiência de custódia na tarde desta quarta-feira (30) e teve o direito à liberdade concedido pela Justiça.

Ela confessou a autoria do assassinato de Wanderley Cavalcante, de 45 anos, a quem acusa de tê-la estuprado, assassinado seu ex-marido e ameaçado de morte a ela e aos seus filhos.

Depois de meses sendo ameaçada, procurada por Wanderley em seu local de trabalho, ontem (19), Alcione o matou com um tiro na cabeça.

”Matei pra não morrer”, declarou.

Veja o momento da saída de Alcione do Presídio Júlia Maranhão:

News Paraíba

Postar um comentário

0 Comentários