Vítima de duplo homicídio realizaria culto para marcar reinauguração de sua loja que pegou fogo em João Pessoa

  

Juciara de Lima dos Santos, de 38 anos, que foi morta pelo companheiro, o empresário, Mauri Barbosa, nesta sexta-feira (18), no bairro das Indústrias, em João Pessoa, iria promover hoje um culto de Ação de Graças na reinauguração de sua loja que pegou fogo no mês passado. A vítima fez vaquinha nas redes sociais para recuperar o local.

Nas redes sociais, a filha, Joana Eugênia, publicou o convite da solenidade marcada para a noite de hoje. O evento seria também para reabrir o estabelecimento que comercializava produtos para festas. O suspeito de matar Juciara e a filha dela, Joana, foi encontrado morto em um motel da Capital. 

Após matar as duas, Mauri Barbosa, que era empresário, pegou o carro e foi até um motel da cidade de João Pessoa onde foi encontrado morto. Ele tentou ser candidato ao cargo de vereador em João Pessoa, mas teve o registro indeferido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Nas eleições de 2012 e 2016, ele foi suplente na Câmara Municipal.

Postar um comentário

0 Comentários