Polícia apreende em Bayeux moto que teria sido usada no assassinato do ex-prefeito Expedito Pereira

  O delegado de Crimes Contra a Pessoa – DCCPES (Homicídios) de João Pessoa deverá receber a imprensa na próxima segunda-feira (14), às 11h30, no auditório da DCCPES (Central de Polícia), na capital, para falar sobre as investigações do caso do assassinato do ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira.

O delegado adiantou que não tem novidades para a imprensa nesta sexta-feira (11), pois está realizando oitivas de testemunhas, entre outras diligências, mas na segunda-feira (14) receberá a imprensa para atualizar os fatos e tirar todas as dúvidas dos jornalistas.

Nesta sexta-feira (11) foi encontrada a moto usada pelo suspeito do crime, uma Honda Titan 125 cc, com placa de Bayeux. Apesar do veículo ter sido encontrado, não há informações de que alguém tenha sido preso.

Expedito Pereira foi morto a tiros na manhã da última quarta-feira (9), no bairro Manaíra, em João Pessoa. O crime foi flagrado por câmeras de segurança instaladas em imóveis da região.

Em entrevista à equipe de reportagem do Programa O Povo na TV, da TV Tambaú, Andréa Gadi, delegada responsável pelas investigações acerca do assassinato de Expedito Pereira, disse que a corporação trabalha no intuito de esclarecer quais as motivações do crime.

A polícia investiga se dificuldades financeiras e relacionamentos extraconjugais resultaram no assassinato.

“Podem ser inúmeras possibilidades. Ele estava em dificuldade financeira e também era um homem que gostava de se relacionar com mulheres”, afirmou. Dois tiros atingiram o ex-prefeito, que morreu no local.

Ainda segundo a delegada, foi realizado um levantamento de imagens fornecidas pelos circuitos de segurança de imóveis da região.

Postar um comentário

0 Comentários